Atualidade

Isto é Matemática

matematica

Isto é Matemática

“Isto é Matemática” é o título de um programa exibido na SIC Notícias, promovido pela SPM (Sociedade Portuguesa de Matemática), e apresentado pelo matemático Rogério Martins. Se não conhece, aconselho-o vivamente a assistir ao mesmo. Explica a Matemática de uma forma simples, recorrendo a casos do dia-a-dia e utilizando uma comunicação muito “visual”, permitindo ao telespetador compreender facilmente as questões levantadas pelo apresentador. A não perder!

Recentemente tivemos excelentes notícias. Tanto no PISA (Programme for International Student Assessment – estudo da OCDE) como no TIMMS (Trends in International Mathematics and Science Study), Portugal apresenta uma evolução notável na Matemática. No TIMMS o nosso país está já na primeira metade da tabela (13ª num total de 49 países e regiões), à frente de Finlândia, Polónia, Alemanha ou Espanha, bem como regista a maior progressão desde 1995, entre todos os países em análise. Também no PISA, estudo de referência e de maior projeção internacional, Portugal apresenta uma evolução assinalável desde 2006.

Todos sabemos o que a Matemática representa. Vulgarmente era vista pelos alunos como o “bicho papão” das disciplinas, e ter uma nota negativa era quase normal. Mas parece que algo está a mudar. Os resultados assim o demonstram, e confirmam que a exigência, o trabalho, e o esforço dão frutos.

Portugal, como qualquer país, deve colocar a Educação no centro das suas apostas estratégicas. É a Educação que permite que cresçamos todos, individualmente enquanto cidadãos, e coletivamente enquanto sociedade. É a Educação que nos permite sermos mais competitivos num mundo cada vez mais global. Bem sabemos todos o altíssimo preço que pagámos (e ainda hoje, em certa medida, pagamos), enquanto país, pelo nosso passado de elevado nível de analfabetismo.

Do meu ponto de vista, é por via da promoção de uma cultura de mérito, que premeie o empenho e o trabalho dos alunos, que seremos capazes de criar um futuro melhor, com cidadãos mais informados, e por essa via mais exigentes. Exigentes consigo próprios, com as instituições, com os serviços que lhes prestam, com os que os rodeiam, enfim, com a sociedade em geral. É este o caminho.

Por tudo isto, confesso a minha preocupação com algumas medidas tomadas pelos atuais responsáveis pela Educação em Portugal. Tenho presentemente a perceção que se entrou por um caminho contrário ao que produziu os bons resultados alcançados. Esperemos, a bem de Portugal, que eu esteja enganado…

Votos de um Santo Natal e Feliz Ano Novo.

Em 2017 aqui nos voltaremos a encontrar!

Marco Libório

CEO da UWU Solutions / Consultor / Docente 

blog@marcoliborio.me

Standard

Deixar uma resposta