Empreendedorismo

Marketing Digital: um desafio estratégico para as PME – Parte 2

Marketing Digital: um desafio estratégico para as PME - Parte 1

Marketing Digital: um desafio estratégico para as PME – Parte 2

No artigo anterior partilhei consigo a nossa história, e de que forma nos apercebemos da importância do online para as empresas. Tendo em conta a minha experiência, ter uma presença digital forte não é sinónimo apenas de ter um website. Vai muito para além disso.

Assim, relembrando que a estratégia definida na UWU Solutions assenta no princípio de que pretendíamos (e pretendemos) ser uma referência no apoio à gestão das PME, definimos os seguintes pilares da nossa estratégia de marketing digital: 1. Planear; 2. Pesquisar; 3. Criar; 4. Publicar; 5. Promover; 6. Propagar; 7. Personalizar; 8. Monitorizar.

“Planear” passa por três aspetos fundamentais (definição de objetivos; metodologia de trabalho; criação da equipa), e na prática representa a definição do que se pretende desenvolver nos 7 passos seguintes.

Na fase “Pesquisar”, é fundamental identificar o nosso “público-alvo”, pois só sabendo a quem nos dirigimos, poderemos comunicar de forma eficaz. Neste processo, é essencial criar uma personagem (ou persona) que represente o perfil do destinatário (cliente ou potencial cliente). Na UWU a persona chama-se “Miguel Sousa”. Tudo o que desenvolvemos, nomeadamente ao nível dos conteúdos, é pensado para ele. Após sabermos “com quem estamos a falar”, importa identificar os seus comportamentos de pesquisa online, isto é, onde navega o “Miguel Sousa”. Por exemplo, utilizando a ferramenta Google Trends, podemos observar a relação de intenção de compra com as pesquisas por determinadas palavra-chave relacionadas com o nosso negócio.

“Criar” representa a construção de todas as “peças” de comunicação (website; página da empresa nas diferentes redes sociais; modelo de newsletter; etc.). Vulgarmente a empresa já possui uma presença online, através de um website institucional. No entanto, não raras vezes esse website está devidamente pouco trabalhado e otimizado, no sentido a visibilidade da empresa. Neste âmbito, existe um conceito fundamental: SEO. Esta sigla significa “Search Engine Optimization“, e representa o processo contínuo de otimização da presença online, permitindo que, mesmo sem recorrer a links patrocinados (isto é, sem ter que pagar), seja possível determinado website aparecer nos primeiros lugares de pesquisa sobre um determinado assunto. A propósito, sabe qual o atual ranking do seu website?

Na UWU definimos a criação de conteúdo como o aspeto fundamental da nossa estratégia de marketing digital. Obviamente que esse conteúdo tem que ser dado a conhecer, isto é, temos que o “Publicar”. Desde logo, é importante que os conteúdos produzidos estejam acessíveis no website da empresa. O que realmente diferencia o seu website dos restantes é o conteúdo. É aí que a empresa está a criar valor percebido pelo utilizador. É a partir daí que podemos criar empatia com o potencial cliente, pois estamos a disponibilizar-lhe informação útil sem pedir nada em troca. Por seu lado, também para avaliação do website por parte do Google, o “bom” conteúdo é fundamental, potenciando uma melhor posição nas pesquisas.

Para além de publicar conteúdos, e no sentido de potenciar o alcance dos mesmos, é fundamentar “Promover” a disseminação dos mesmos. Existem hoje diferentes formas de promover a nossa empresa online. Por exemplo, podemos optar por fazer links patrocinados, por fazer campanhas promocionais, ou através de divulgação baseada em oportunidade. Na UWU optou-se pela “Divulgação baseada em conteúdo”. Do nosso ponto de vista, a melhor forma de divulgar a nossa empresa é basear a divulgação em conteúdo de qualidade. Esta estratégia tem muito a ver com a criação de reputação pretendida, potenciando que a marca se dissemine a partir do próprio cliente.

“Propagar” significa que as pessoas já estão a partilhar o que a sua empresa faz online, nomeadamente os conteúdos produzidos por si. Estamos a falar de relevância, qualidade e pertinência. No fundo, temos o próprio “consumidor” a “vender” a marca da sua empresa entre os seus pares. Obviamente que se trata de uma comunicação muito mais eficaz, com credibilidade reforçada, porque alguém sem interesse direto na sua empresa se predispõe a divulgar aquilo que você faz.

Quanto ao “Personalizar”, debruçamo-nos em e-mail marketing como forma de criar uma relação com os elementos da sua rede. Devemos pensar em e-mail marketing como uma newsletter de conteúdo, que gera valor para quem o recebe por meio de informação relevante. Outro aspeto de extrema importância é a disciplina no envio. Por exemplo, na UWU o envio é feito sempre no mesmo dia, e aproximadamente à mesma hora. Isto cria habituação nos destinatários, que já sabem de antemão que irão receber algo naquele dia específico. Elimina-se a incerteza e cria-se fidelização. Outra dica importante: identificar o destinatário de e-mail no início do texto do mesmo. “Exmo. Sr.”, “Estimado cliente”, ou “Caro Senhor” dá um toque impessoal ao seu mail, o que facilmente conduzirá à rejeição e à saída de muitos contactos da sua rede. Não descure este tipo de pormenores, pois o detalhe faz normalmente a diferença.

“Monitorizar” é um trabalho de extrema importância. Na prática trata-se de avaliar, a todo o momento, a eficácia de todo o processo atrás descrito, de modo a introduzir as devidas melhorias. Isto significa, obviamente, que o trabalho nunca está finalizado, ou seja, é continuamente necessário avaliar o que estamos a fazer em cada um dos passos anteriormente referidos, para que possamos otimizar a processo.

 

Até breve!

Marco Libório

CEO da UWU Solutions / Consultor / Docente 

blog@marcoliborio.me

 

Standard

One thought on “Marketing Digital: um desafio estratégico para as PME – Parte 2

  1. Luis Antunes says:

    Marco, dois posts interessantes (este e o anterior) que despertam para a importância do online e lançam pistas sobre como dar os passos nesse sentido. Parabéns pelo blog.
    Abraço, Luis Antunes

Deixar uma resposta